Postagens

Mostrando postagens de Maio, 2017

Marupiara realizou sua 19º Mostra Literária com o 1º Encontro Literomusical e 3ª Feira de Troca de Livros

Imagem
No último dia 27 de maio, o Colégio Marupiara realizou sua 19ª Mostra Literária com a exposição de trabalhos maravilhosos de nossos estudantes. Neste evento, que teve inicio às 10h e se estendeu até as 16h, foram diversos os projetos de leitura e escrita apresentados, que chegaram a ultrapassar as fronteiras do país através do idioma Esperanto. Carta em Esperanto 1º Encontro Literomusical (Fotos: Gustavo Kina) Durante a Mostra, nossos convidados desfrutaram do 1º Encontro Literomusical , que contou com a apresentação das crianças do Infantil e Fundamental sob a orientação da Professora Luciane Moraes , além da presença de ilustres convidados, que realizaram workshops incríveis! Workshop de Música (acima) / 3ª Feira de Troca de Livros (abaixo)  (Fotos: Gustavo Kina) Os sedentos por leitura puderam participar da 3ª Edição da Feira de Troca de Livros , que permitiu a estudantes e familiares a troca de diversos títulos literários, desde os tradicionai

DIVULGAÇÃO: 1º Workshop da Escola para Pais

Imagem
Com a missão de ajudar os Pais na educação do dia a dia de seus filhos de forma acolhedora e amorosa, o Projeto Escola para Pais convida a Comunidade Marupiara para seu 1º Workshop -"Reinventando o Ser - Pai e Mãe: Orientações e reflexões sobre a educação de seus filhos". Veja abaixo os temas deste Workshop: Ser Pai e Mãe é doar seu tempo e sua atenção, com respeito e amor, na construção de um vínculo afetivo para a vida toda. Todas as relações entre pais e filhos podem ser afetivas, de formas diversas e individuais. E todo afeto é bem vindo, se genuíno. Esse vínculo é construído diariamente, em pequenas e grandes ações. É uma conquista de amor e confiança. O dinheiro muitas vezes é um grande tabu e vilão da paz em família! Como os pais lidam com esse instrumento de troca e a visão que tem sobre ele é passada para os filhos automaticamente, formando, muitas vezes, adultos financeiramente desestruturados. Como mudar esse olhar e de que forma abord